‘A gente esperava dois, mas vieram três’, diz mãe de trigêmeos nascidos em maternidade na PB

Ser mãe de gêmeos já era uma realidade esperada por Márcia Ferreira, de 31 anos. O que ela não esperava é que seria mãe de três, ao mesmo tempo. A...


mae-dar-a-luz-a-trigemeos-na-pb

Ser mãe de gêmeos já era uma realidade esperada por Márcia Ferreira, de 31 anos. O que ela não esperava é que seria mãe de três, ao mesmo tempo. A paraibana da cidade de Monte Horebe, no Sertão, teve uma surpresa na tarde da terça-feira (13), quando deu à luz aos gêmeos Miguel e Gabriel. Porém, durante o parto, veio a terceira alegria: que também ganhou nome de anjo e foi chamado de Rafael.

“A gente esperava dois, mas vieram três. Já foi uma surpresa estar grávida de gêmeos, minha barriga tava grande demais, eu nem conseguia respirar direito, mas aí veio essa surpresa maior ainda”, conta a mãe, Márcia Ferreira.

Após 38 semanas de gestação, Márcia chegou à Maternidade Dr. Deodato Cartaxo, no Hospital Regional de Cajazeiras, para dar à luz aos gêmeos. Estava pronta para segurar os dois filhos nos braços, mas, durante uma cesariana que durou cerca de duas horas, ela, os médicos e os enfermeiros foram surpreendidos com a chegada de Rafael.

De acordo com o hospital, os três bebês nasceram saudáveis e não foi necessária nenhuma intervenção dos médicos. Miguel, 2,2 kg, nasceu às 16h. O segundo a sair da barriga da mãe foi Gabriel, com 2,5 kg. Já o terceiro, a surpresa para todos, foi Rafael, com 2,8 kg.

Ultrassons revelavam dois bebês

A coordenadora da Maternidade Dr. Deodato Cartaxo, Socorro Guedes, explica que, durante todo o pré-natal de Márcia Ferreira, os exames mostravam que a mulher seria mãe de gêmeos. “Todos os ultrassons realizados identificavam apenas os gêmeos na barriga da mãe. Foi então que, na hora do parto, apareceu um terceiro bebê”.

“Foi uma surpresa! O terceiro bebê não foi visto durante a ultrassom, os médicos viram apenas os dois pequenos, e o maior, o Rafael, estava por trás. Isso é raro de acontecer, mas é possível”, destaca a coordenadora da maternidade.

Socorro Guedes diz que é preciso salientar que os resultados dos exames, que apresentavam apenas dois bebês na barriga da mãe, não são um erro médico. “É importante destacar que, às vezes, o próprio aparelho de ultrassom não tem uma resolução boa e que, por isso, os resultados acabam como o da Márcia. E nós estamos muito felizes com essa surpresa”.

Resultados dos exames de ultrassom mostravam que Márcia Ferreira estava grávida apenas de gêmeos — Foto: Socorro Guedes/Arquivo Pessoal

Resultados dos exames de ultrassom mostravam que Márcia Ferreira estava grávida apenas de gêmeos — Foto: Socorro Guedes/Arquivo Pessoal

Conforme a diretora geral do Hospital Regional de Cajazeiras, Edjane Leite, em casos de parto de trigêmeos, o hospital geralmente transfere a mãe para outros hospitais da região. “Quando sabemos que são trigêmeos, a gente transfere para hospitais próximos como o de Patos e o de Campina Grande, porque neles há todo um suporte maior para a complexidade de partos como esse”, salienta.

Ainda segundo a diretora do hospital, a mãe dos trigêmeos recebeu toda a assistência necessária. “Apesar das dores, que são normais na hora do parto, a mãe chegou aqui muito sadia. Tudo aconteceu direitinho, os meninos nasceram com tamanhos e pesos regulares, a gente conseguiu dar a assistência necessária para a mãe e foi então que um terceiro bebê surpreendeu todo mundo”.

Mãe foi levada para hospital pela sogra

Márcia Ferreira e o pai dos bebês, João Pereira, de 22 anos, moram no sítio Canoa, que fica na zona rural de Monte Horebe, cidade vizinha a Cajazeiras. Mas, na terça-feira (13), a mulher estava na casa da sogra, no município de São José de Piranhas, na mesma região.

Ao sentir as dores do parto, e não aguentar mais esperar por uma ambulância, a mãe foi levada para o hospital em um táxi. A sogra, Maria Soledade, foi quem a acompanhou até a maternidade em Cajazeiras. “Eu tava na casa da minha sogra, não tinha preparado nada ainda. Mas Deus sabe de tudo e graças a Ele deu tudo certo”, relata Márcia.

Maria Soledade, de 56 anos, afirma que alegria maior não há. Com o nascimento dos três bebês, ela agora é avó de 14 netos. Ela conta que resolveu levar a nora em uma táxi até a maternidade porque a ambulância estava demorando muito. “A Márcia começou a sentir as dores, e nada da ambulância chegar, então foi o jeito a gente ir pra Cajazeiras de táxi”.

“Foi uma surpresa enorme, ninguém esperava uma coisa dessa, ainda estou sem acreditar, é uma surpresa muito boa”, diz a avó dos trigêmeos.

Maria Soledade, avó dos trigêmeos com Maria Ferreira, mãe dos meninos, e Socorro Guedes, coordenadora da maternidades em Cajazeiras, PB — Foto: Socorro Guedes/Arquivo Pessoal

Maria Soledade, avó dos trigêmeos com Maria Ferreira, mãe dos meninos, e Socorro Guedes, coordenadora da maternidades em Cajazeiras, PB — Foto: Socorro Guedes/Arquivo Pessoal

Após receber alta da maternidade que, segundo o hospital, está prevista para esta quinta-feira (15), a mãe volta com os três filhos recém-nascidos para a casa da sogra, em São José de Piranhas.

A avó de Miguel, Gabriel e Rafael conta que todos da família estão ansiosos para conhecer os meninos. “Tá todo mundo louco querendo conhecer os três. Os que moram longe querem muito vir aqui visitar eles, todos admirando o nascimento deles porque isso é uma bênção”, conclui a sogra de Márcia.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Maior Rede de comunicação do Cariri Paraibano, Envie sua sugestão para nosso WhatsApp (83) 9.9855-1048 / [email protected]